Concerto de Jazz com João Ventura

  • Inicio
  • Concerto de Jazz com João Ventura

Concerto de Jazz com João Ventura

Concerto de Jazz com João Ventura

Descrição:

Jazz no jardim da Casa das Artes, ao som de João ventura - artista do Clube Jazz de Cascais.

Nascido em família de artistas, João se interessou pela arte cedo. Começou a tocar piano aos quatro anos e ingressou nos estudos da música erudita aos nove.

Permaneceu no aprendizado durante a adolescência. Formou-se e fez o mestrado em música em Salvador-BA (Brasil); este ano está concluindo o doutoramento em Portugal.

Apesar dos frequentes estudos da música erudita, Ventura sempre manteve um contato muito próximo com a música popular. A distinção entre popular e erudito nunca convenceu o artista, que sempre enxergou os dois tipos de música como complementares.

A partir dos seus estudos, resolveu misturar o erudito e o popular através de fusões musicais, criando assim uma sonoridade peculiar e autêntica. A esta mistura, João deu o nome de Contraponto. O projeto é o tema de sua tese de doutoramento. Nela, ele vai explicar o processo de criação e performance destas fusões.

Com isso, João Ventura pretende amenizar um pouco a dicotomia existente entre popular e erudito, de modo a propor uma visão mais global da música como um todo. O Contraponto chamou a atenção de Madonna, que, encantada por aquela sonoridade única, ela o convidou para um show no Met Gala 2018, em Nova Iorque.

O músico e renomado compositor Toquinho, após ouvir o encontro entre a Sonata ao Luar (L.V.Beethoven) e a Insensatez (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), firmou uma parceria musical com o João Ventura, que tem rendido diversos frutos, incluindo sua inserção no “cast” da Circuito Musical, produtora daquele ícone da MPB.

Nos dois últimos anos, o Ventura levou sua música à Itália, em duas tournês, tocando em várias cidades, entre as quais, Florença, Veneza e Milão ao lado do exímio baterista Rogério Pitomba, também brasileiro. Ventura também possui um trabalho autoral baseado na canção. Ele gravará o seu CD autoral, que se chamará Own Line, durante o próximo ano em Portugal.

O álbum contará com oito faixas, quase todas de sua autoria, com algumas parcerias. Neste trabalho, João demonstrará sua vertente composicional baseada na fusão rítmica que ocorre na música brasileira. Este ano de 2019 foi de muitas boas surpresas para João, que desenvolveu uma parceria artística com o cantor cabo verdiano.

Tcheka e fundou ao lado de Rogério Pitomba e Júnior Maceió o grupo Sweet Nordeste, que reúne os elementos da MPB – com foco na música nordestina – em contraponto com as tendências da World Music. Ainda sobre 2019, o artista foi um dos indicados ao prémio de melhor videoclipe pelo LAHFF (London Arthouse Film Festival).